Arquivo de Março, 2006

Huutajat em Portugal

Recentemente um tablóide local informava que o Mieskuoro Huutajat – Coro Masculino "os Gritadores"- vai actuar este ano, pela primeira vez, em Portugal, na Casa da Música (e que esta havia sido concluída em… 2001). Entre outros temas do seu reportório o coro promete cantar, perdão gritar, A Portuguesa.

huutajat

Meet the choir that travels to Tokyo with the main goal of getting good photographs of their Japanese audience while performing the Japanese national anthem. Meet the choir that screams La Marseillaise at the National Museum of Modern Art in Paris even though the museum and the Embassy of Finland try to prevent them. Meet the choir that can pull a 3 500-ton icebreaker out of ice. Meet the choir that makes parody of nationalism and fascism – and can only be led by a total dictator. Meet the conductor of the choir of 30 screaming men.

The Finnish Screaming Male Choir, Mieskuoro Huutajat, dressed in black suits, white shirts and rubber ties (…) Read on

Um coro bastante peculiar. A citação que incluí faz parte da apresentação do filme "Screaming Men", de onde foi recolhida a foto, e do qual está disponível um «trailer» – o filme recebeu diversos prémios e honrarias. No site oficial do coro há ficheiros audios e um video (formato avi) para descarregar.

Nevermind the stork

One for Friday: Where babies come from in Germany
methinks that breaststroker picture (pag. 21) is a bit too much…
(via)

kindergarden helsinki

Quem procura sempre encontra

Reescrevendo Histórias

Na versão clássica da história o Capuchinho Vermelho aprende a sua lição: não confiar em estranhos de falinhas mansas, fazer sempre como a mãe lhe ensinou.

Na versão moderna a mãe é acusada de desleixo e incapacidade para olhar pela descendência por permitir que a sua pobre cria seja exposta aos perigos da floresta.

lobo mau avozinha capuchinho
E, claro, há ainda a história interminável da Angela Lago. Essa será a versão pós-moderna.

Um Hooliganzinho

Logo à noite estarei a torcer pelos encarnados, confesso esta fraqueza no meu portismo. Mas se porventura o Barcelona lograr estabelecer no marcador uma pequena parte do mundo de diferença que separa as duas equipas não esperem de mim senão escárnio e olés à melhor equipa do mundo. Ganho sempre, seja qual for o resultado? Não, qualquer dos resultados será apenas um paliativo para a frustação de não ter a minha equipa em campo, como é costume.

Do melhor

Há três semanas recebi uma chamada «de Portugal», no meu caminho para casa. Era o beirão Fausto Coutinho, jornalista da RDP que acompanhava o Primeiro-ministro Sócrates na sua visita relâmpago a Helsínquia e se encontrava a uns meros 4 quilómetros de distância. Tinha consigo um CD de um trabalho feito à coisa de um ano, numa visita anterior ao país, e para o qual entrevistou, também, este vosso escriba e ao qual prometera enviar a versão final. Um ano depois já me tinha esquecido da entrevista e da promessa do Fausto, imaginem qual não foi a minha surpresa ao ouvi-lo do outro lado.

Na peça de quase 20 minutos que realizou para a RDP Fausto apresenta o país, a sua evolução recente e avança depois para a publicidade institucional – o famoso "modelo finlandês"; se eu pudesse disponibilizaria aqui a primeira parte da peça, a síntese está muito bem conseguida e o Fausto, ao contrário do que li e vi a colegas seus foi factual e rigoroso – infelizmente não tenho autorização para partilhar o ficheiro, nem tal seria me parece leal para quem comigo foi tão generoso*.

Dias depois, já em Portugal, o Fausto voltou a ligar para confirmar que eu tinha o CD (deixara-o na recepção do hotel) e conhecer a minha reacção. Gostei, apesar das repetições, das hesitações enervantes e daquela voz irritante (experimentem gravar a vossa própria voz, garanto-vos que é uma experiência nada agradável ao início).
Isto tudo para dizer dizer, e para me lembrar, que por vezes tenho saudades, muitas, de Portugal. Saudades de gente simples e fiável. Boa e honesta. Saudades.

*Ou seja, o ficheiro está protegido contra a cópia.

Mundo Louco

Web 2.0 para iniciados (Newsweek): Sabe o que é a tal "Web 2.0" de que se fala? Somos nós os utilizadores, e ferramentas que nos permitem defenir, de uma forma colectiva o rumo da web. Bem, de uma parte da web, pelo menos. "Utilizadores" mais avançados podem dar um saltinho Resource Shelf para uma crítica ao artigo.

Britannica acusa Nature: Lembram-se de um estudo muito publicitado há uns tempos que concluía ser a Encyclopaedia Britannica apenas marginalmente melhor que a Wikipedia? "However, Britannica responded that "almost everything about the journal’s investigation, from the criteria for identifying inaccuracies, to the discrepancy between the article text and its headline, was wrong and misleading". Curiosamente, esta resposta não a vi por aí citada, a não ser no Abrupto.

As "palavras de busca" mais caras: "mesothelioma lawyers" (54,33), "what is mesathelioma" (47,49), (…), "consolidade loans" (47,25). Continue a ler ‘Mundo Louco’


News Feeds

a

Calendário

Março 2006
S T Q Q S S D
« Fev   Abr »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Estatística

  • 2,015,125 hits