Os falsos anúncios dos blogues

O Blogsvertise não quer a tua opinião ou comentário para nada, meu caro Rui “Adufe” Branco. Eles querem é os teus enlances, 3 no mínimo por cada artigo teu. Ao preço a que andam os enlances (sim, porque isto de optimização de sites, compra e venda de linques é um negócio de milhões) pagar 10 dólares por entrada é um negócio da China. Obviamente que eles não dizem isso no site deles, falam de conversas e de promoção aos produtos dos clientes deles. É conversa da treta!

Quanto à suposta liberdade dos blogueres em escreverem o que realmente pensam, julgava tratar-se de uma aposta na irrelevância dos blogueres para a opinião pública em geral (vê o powerpoint nesta entrada com a opinião dos publicitários sobre os blogues ) até ler os termos de serviço da coisa:

Blogsvertise Administrator may or may not approve your account or blog entry for any reason, and is sole discretion of the administrator.

e ainda

Blogsvertise Administrator may withhold or cancel payment due to user account at its sole discretion of blogsvertise

(em blogsvertise.com/publisher_rules.php)

Também dizem que eles se reservam ao direito de te enviarem (ou não) mais trabalhinhos, somente com base no critério deles, que eles não explicam. E nota que eles não dizem que o artigo possa ser negativo, apenas que não tem forçosamente de ser positivo…

Como explica regularmente, e muito bem, o João Miranda, num sistema em que o rendimento dos participantes depende de uma avaliação descricionária e interessada, os membros tenderão a jogar pelo seguro e a fazer o jogo do avaliador, sob pena de poderem ser substituídos por outros mais cooperantes.

Ainda que o sistema fosse transparente e independente, seria sempre uma aposta na natureza humana. Uma aposta que diz, contra 10 dólares, que a esmagadora maioria das pessoas prefere valorizar os aspectos positivos, ou pelo menos permanecer neutra perante quem lhe proporciona esse rendimento.

Finalmente, uma outra objecção ao programa: ele não obriga, ou sequer sugere (e desconfio que não estão sequer interessados), que os blogueres sejam honestos para com os leitores e deixem uma nota a mencionar a natureza comercial da entrada. Será que isso desobriga o bloguere de apresentar uma entrada rigorosa em que diz realmente o que pensa? Sei que não é o teu caso, mas acredito que seja o de uma “imensa minoria”.

ADENDA: O possível efeito deste tipo de programas: a perda de valor dos enlances dos blogues para a computação dos rankings dos motores de pesquisa. Ou pelo menos, no futuro próximo, quando na mesma entrada existirem mais de duas ligações para o mesmo site. [Act:17:05] A quebra de confiança entre os blogueres que passarão a suspeitar daqueles que não conhecem e a fechar-se no seu círculo de ligações, a desconfiança de cada vez que alguém cita um serviço ou produto de uma empresa.

8 Responses to “Os falsos anúncios dos blogues”


  1. 1 Rui MCB Agosto 3, 2006 às 12:25 pm

    Yep. Tens toda a razão e é exactamente essa também a minha análise. Não tenho ilusões quanto aos objectivos do projecto. Aquele “Talk about me” deveria estar entre aspas, mas acho que no post precebe-se bem a ideia. Há uma forte probabilidade de só promover poluição na net particularmente se levarem à letra os termos do serviço, recusando implicitamente quem começar a dizer mal ou pelo menos muito mal de algum anunciante, e convertendo na prática o negócio num pagamento para fazeres publicidade boca a boca potenciando o ranking nos motores de busca (que julgo será a medida do sucesso ou insucesso perantes os clientes deles). Mas levar os termos do serviço à letra julgo que será também um risco para o negócio particularmente se os bloggers atraidos para o projecto se assemelharem comigo ao com o Paulo Querido. E o equilíbrio será (seria) sempre difícil pois julgo que ninguém quererá ler um blog que existe preponderantemente para sacar dólares via blogsvertise o que poderá não ser relevante para eles no imediato mas será sempre para quem queira ter um espaço que interesse. Em suma, acho que vale a pena perceber exactamente onde eles levarão a relação, sabendo exactamente em que pé estamos. E depois, a desconfiança e o raciocínio mercantilista detectado à lá João Miranda aplica-se que nem uma luva a projectos mais facilmente engolidos como sejam o Google e o seu adsense, por exemplo. O webmaster tem mesmo muito pouca margem de manobra perante tal colosso. Tenho muita pena que não haja concorrência de jeito ao google nesta como em muitas áreas…

    E já agora, aqui que ninguém nos lê, cá vai a resposta pronta do blogvertise à minha candidatura:

    “Hi, Im sorry we could not approve your blog. It is of good quality, however the advertisers expect direct links to their websites for added value in search engine promotion. for example in your blog your links appear as:
    http://adufe.blogsome.com/go.php?http://www.blogsvertise.com/
    http://adufe.blogsome.com/go.php?http://www.negocios.pt/default.asp?CpContentId=280210

    If they appeared like:
    http://www.blogsvertise.com/
    http://www.negocios.pt/default.asp?CpContentId=280210

    If you are able to remove the ” http://adufe.blogsome.com/go.php ” from your links we can then approve your blog for our blogsvertise service.

    Thanks,
    Rob”

  2. 2 Rui MCB Agosto 3, 2006 às 12:32 pm

    Foi-se! O comentário (enooooorme e com links) que aqui deixei… Estará para aprovação?

  3. 3 aNtónio Agosto 3, 2006 às 2:06 pm

    Estavas marcado como spam. Metes-te nestas coisas e o akismet topa-te logo “olha um gajo a vender ligações, mata mata!”🙂

    A resposta que o gajo te mandou é a prova, caso fosse necessária, de que eles estão atrás das ligações. Quanto à natureza das pessoas eu acredito que a maior parte das pessoas seja simpatico para com quem lhes paga mas que entretanto se vao aperceber de que quanto mais fizerem o jogo deles mais ganham. E acredita, pode parecer uma enorme distancia entre o que as pessoas já fazem (blogar) e começar a inventar entradas para ganahr dinheiro mas isto vai-se fazendo a passo e passo.
    E não tenho dúvidas de que eles encontrarão pessoas dispostas a fazer isso mesmo. Muitos mesmo.

  4. 4 Rui MCB Agosto 3, 2006 às 2:38 pm

    Acho que os bloggers são profissionais nessa matéria sem o saber (alguns deles) e sem o querer reconhecer (quase todos). Blogar é geralmente escrever para seduzir, para ter visitas, para fazer disparar o sitemeter.
    Os bloggers já a sabem toda, só não o têm feito é a troco de dinheiro e muito menos pelo dinheiro directo (ainda que já seja lícito duvidar do indirecto tantos sãos os livros de blogs e a notoriedade incrementada que alguns bloggers semi-desconhecidos alcançam) pelos menos em Portugal parece-me ser assim. Pelo caminho vão deixando umas pérolas espalhadas pela internet que trocam uns com os outros. O desafio será o de descobrir se o dinheiro suja tudo. Eu acho que não tem de ser assim, mas depende fundamentalmente de cada um e, já agora, da transparência com que se faz. E depois… ao pé da capacidade destrutiva do spam, dos pop ups e da total incapacidade de controlares os anuncios que, por exemplo, o google decide colocar no teu site, publicidade controlada individualmente por cada um dos bloggers parece-me um mal menor para quem queira pagar a conta da electricidade à conta do blogue, naturalmente.
    Mas os risco estão aí como dizes. No adufe está tudo à experiência como sempre🙂

  5. 5 aNtónio Agosto 3, 2006 às 2:55 pm

    Outra vez para o caixote do spam, o akismet devia aprender, que se eu tiro 2 comentarios teus de lá, isso quer dizer alguma coisa. Por outro lado talvez seja sinal que a minha credibilidade já era, houve algum(a) palerma que reportou o blogue como “mature” e deve estar para revisao (a entrada da ana malhoa era a primeira da lista há dias e este blogue esteve entre os 40 mais lidos de todo o wordpress.com!)

    Eu nao tenho problemas em fazer dinheiro com o blogue, tenho alias publicidade no SEN e qd vi a entrada do PQ pensei porque nao, ganhar uns trocos. Depois pensei que era muito barato (mas duvido que o preço suba muito porque a oferta é enorme) e finalmente foi ver o site deles. Geralmente o maior ganho nos blogues é a visibilidade e a possibilidade de partir para outros voos (como dizes publicar livros etc, há até quem tenha arranjado novo emprego, faça contratos pelo blog e ganhe clientes até nas mais inesperadas das situações – vê dreamhost – anatomy of a disaster [se eu estivesse à procura de hosting era com estes gajos que eu começava a minha busca]. ISto para dizer desde que os conteudos editoriais estejam separados da publicidade (ouy devidamente assinalados), nada a opôr.


  1. 1 Adufe 3.0 :: Talk about me! :: August :: 2006 Trackback em Agosto 3, 2006 às 1:54 pm
  2. 2 Mas certamente que sim! » Analises faceis Trackback em Agosto 3, 2006 às 7:09 pm
  3. 3 O meu primeiro biscate « Há Mouro na Costa Trackback em Novembro 13, 2006 às 12:28 am

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




News Feeds

a

Calendário

Agosto 2006
M T W T F S S
« Jul   Set »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Estatística

  • 2,012,828 hits

%d bloggers like this: