Serão os economistas mais liberais?

[Actualizado]Nos blogues que leio com regularidade encontro mais economistas a defender ideias de direita do que de esquerda. E mesmo os que se identificam com a esquerda, como o Luís, o Rui ou eu, assumem-se como liberais (existe entre os autoproclamados liberiais que encontro na blogoesfera uma clara identificação com os partidos de direita).
Greg Mankiw, professor de Economia em Harvard, responde no seu blogue à pergunta does the study of economics tend to make people conservative?

I believe the answer is, to some degree, yes. My experience is that many students find that their views become somewhat more conservative after studying economics. There are at least three, related reasons.

First, in some cases, students start off with utopian views of public policy, where a benevolent government can fix all problems. One of the first lessons of economics is that life is full of tradeoffs. That insight, completely absorbed, makes many utopian visions less attractive. Once you recognize, for example, that there is a tradeoff between equality and efficiency, as economist Arthur Okun famously noted, many public policy decisions become harder.

Second, some of the striking insights of economics make one more respectful of the market as a mechanism for coordinating a society. Because market participants are motivated by self-interest, a person might naturally be suspect of market-based societies. But after learning about the gains from trade, the invisible hand, and the efficiency of market equilibrium, one starts to approach the market with a degree of admiration and, indeed, awe.

Third, the study of actual public policy makes students recognize that political reality often deviates from their idealistic hopes. Much income redistribution, for example, is aimed not toward the needy but toward those with political clout.[…]

For these three reasons, many students in introductory economics courses become more conservative–or, to be precise, more classically liberal–than they began. Nonetheless, studying economics does not by itself determine one’s political ideology. […]

Defeito profissional ou o insuportável peso da realidade?

[via Phil]

7 Responses to “Serão os economistas mais liberais?”


  1. 1 Rui MCB Dezembro 21, 2006 às 5:25 pm

    Esta é uma questão pela qual já passei “internamente”. Antes que reflicta ao ponto de escrever algo sobre o assunto (haverá pachorra?) deixo duas ideias simples. Estou seguramente tão longe das teorias económicas marxistas quanto da solução chave na mão oferecida pelos liberais conotados com a direita que citas. São igualmente cegos, estes últimos com a agravante de ainda conseguirem convencer uns quantos maduros de que não são tão fanáticos quanto o pior dos estalinistas. Tudo o que marx nos deixou oou hayek é trampa? Not quite…
    Isso leva-me à outra ideia: pPragmatismo pode ser confundido com liberalismo ou com “perda de fulgor ideológico”? Eu julgo que não ate´porque anda à procura de um rumo. O futuro nos dirá.

  2. 2 MP-S Dezembro 21, 2006 às 5:47 pm

    “Será defeito profissional?”

    Um cinico diria que e’ “brain washing” ou o resultado de indoutrinacao.

    Outro cinico acrescentaria ainda que e’ uma questao de moda intelectual. Hoje em dia, a moda intelectual economica e’ mais conservadora; em breve, o pendulo ira’ para o outro lado.

    A economia e’ tao complexa, e as teorias relevantes para a politica publica tao dificilmente testaveis empiricamente que as modas intelectuais exercem inevitavelmente uma influencia muito forte. Muito mais forte do que na avaliacao de outras disciplinas mais “directamente” empiricas como a fisica, a quimica.

  3. 3 aNtónio Dezembro 21, 2006 às 5:49 pm

    MP-S acabei de editar esse paragrafo, as minhas descupas.

    No original estava apenas “Será Defeito Profissional?”

  4. 4 aNtónio Dezembro 22, 2006 às 12:44 am

    Mas não há um certo empirismo na análise económica da evolução de países capitalistas vs países de economia planificada?

    Eu concordo que é no centro que está a virtude mas fica por responder a pergunta “o estudo da economia torna-nos mais liberais” do que seríamos se não o tivéssemos feito?

    Só uma nota, o meu prof. de IE era comunista – JSAndrade🙂

  5. 5 LA-C Janeiro 13, 2007 às 12:36 am

    Se o JSAndrade e’ o Joao Sousa Andrade de Coimbra, nao, ele nao e’ comunista.

    Quanto a’ questao do post, parece-me que se confunde liberal com conservador. Nao vejo nenhum motivo para o estudo da Economia nos tornar mais conservadores, muito pelo contrario (penso que devera’ ter o efeito oposto). Quanto a tornar-nos mais liberais penso que sim. Mas liberais em toda a linha, ou seja economica e socialmente.

  6. 6 aNtónio Janeiro 13, 2007 às 8:03 pm

    Sim LA-C, o autor faz esta distinção. Especulando, talvez porque nos EUA os liberais se identifiquem mais com as politicas dos conservadores do que com os democratas.

    A do JSA ouvi-a de um amigo, que seguia com intenção a política – e as politicas na FEUC. Ele referia-se a ele como estando envolvido com o partido, não necessariamente como membro ou camarada😆 . Mas se tu me desmentes, acredito.

  7. 7 LA-C Janeiro 13, 2007 às 8:26 pm

    JSA e’ o tipico apoiante do PS, nao sei se membro ou nao.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




News Feeds

a

Calendário

Dezembro 2006
M T W T F S S
« Nov   Jan »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Estatística

  • 2,012,784 hits

%d bloggers like this: